13 mar 2020 Central do Estudante

Estudar no exterior e levar o seu cão é possível e… maravilhoso!

Saiba qual documentação necessária, como reservar o voo e dicas para uma viagem feliz

Cão Viagem

(Foto: Divulgação)

Estudar no exterior e levar como acompanhante o seu melhor amigo de 4 patas é o sonho de muita gente, eu aqui incluída. Viajar com o meu cão foi a segunda decisão que tomei, logo após iniciar na Central do Estudante a consultoria da minha pós-graduação, no Canadá. Por isso compartilho minha experiência com você, que está se preparando para embarcar numa experiência internacional de aprendizado e já pensou em levar o seu pet a tiracolo.

Burocracia faz parte e é necessária

Estudar no exterior e levar o seu cão é um processo tão burocrático quanto, por exemplo, solicitar um visto de estudante para o Canadá. Só que para o visto de estudo canadense, você pode contratar os serviços de um bom despachante, que certamente a Central do Estudante poderá sugerir a você. E ter um bom despachante para analisar os documentos e a papelada necessária para a obtenção do visto faz toda a diferença. Já a papelada do seu amigo de estimação, é responsabilidade sua. Por isso, atenção e antecipação são as palavras chave para evitar o stress que certamente vai acontecer se você deixar esse processo para a última hora.

É preciso dizer que essa burocracia é válida e muito importante, afinal, o país que vai receber um morador canino precisa saber tudo sobre a saúde do animal. Então comece pelas vacinas, que precisam estar em dia e comprovadas na carteira de vacinação. Caso alguma precise ser aplicada, a data limite é até 30 dias antes da viagem. Os tratamentos antiparasitários também devem ser feitos dentro deste período. Seu amigo peludo precisa ainda de um atestado do veterinário comprovando toda a medicação tomada e o ótimo estado de saúde do bichinho. Mas atenção: este atestado deve ser dado praticamente na véspera da viagem – o melhor período é entre 8 e 3 dias antes da data do seu voo. E este atestado precisa ser redigido em um papel próprio, fornecido pela Vigilância Agropecuária Internacional – a Vigiagro – que está vinculada ao Ministério da Agricultura. O bom é que você pode fazer o download deste documento pela internet.

Para trazer meu cão para o Canadá precisei apenas destes documentos básicos. O governo do Canadá é muito tranquilo para receber animais de estimação como cães e gatos. Eu, por exemplo, não precisei colocar chip nem tatuagem no meu cão. A maior atenção da imigração canadense é para com a vacina antirrábica.

Agende sua visita ao Vigiagro

Com os atestados, um documento comprovando que você é o proprietário do cão e a carteira de vacinação em dia, a etapa seguinte é levar toda esta documentação, com ou sem o seu cachorro, ao posto do Vigiagro. No meu caso, optei por levar os documentos e também o meu cachorro, ao posto do Aeroporto Internacional de Belo Horizonte. Antes, porém, você deverá ligar para o posto do Vigiagro da sua opção e marcar data e horário para a entrega da documentação.

Cão + Avião = Busque informações de outros viajantes

Além de burocrática, fazer uma viagem internacional com o seu cão pode ser estressante, culpa das informações inconsistentes fornecidas pelos profissionais das companhias aéreas. Justamente quem tinha a obrigação de conhecer os aviões, a logística e as políticas de embarque da empresa não sabe responder as mais simples dúvidas de como seu cão irá voar. Com exceção da Copa Airlines, que me deu as mesmas respostas todas as vezes que liguei para conferir as informações da companhia, todas as outras empresas aéreas me deram respostas diferentes, algumas vezes completamente equivocadas e até contrárias à política da empresa. Então, minha sugestão é: não importa com qual companhia você irá viajar com seu cão; procure saber como foi a experiência prática de outros passageiros.

Justamente por confiar na Copa Airlines, minha ideia era embarcar em Belo Horizonte, fazer uma escala na Cidade do Panamá e desembarcar em Toronto, com o meu cachorro, o Puran Preett. Porém, o veterinário me aconselhou fazer um voo direto, para poupar meu cão de um stress desnecessário e assim optei pela Air Canada que é a única companhia aérea a voar direto e sem escalas para o Canadá. Ainda assim, foi a experiência de pessoas conhecidas e as informações publicadas no site da companhia canadense que me deram segurança para entregar a eles a responsabilidade de levar adequadamente o meu amigo de estimação.

Reservar o lugar do seu cão com antecedência é fundamental

Como eu comprei o bilhete aéreo com meses de antecedência encontrar uma vaga para meu cachorro, no mesmo voo, não foi um problema. Mas quem deixa para comprar a passagem de última hora pode ter problemas. Algumas companhias aéreas têm espaço para levar um, dois, ou apenas três cães por voo.

Se o seu cachorro vai viajar no porão do avião, é imprescindível que você passe para a companhia aérea as medidas do kennel, ou caixa de transporte, onde ele vai ficar durante todo o período do voo. Para comprar a caixa de transporte corretamente vá a uma loja especializada e leve o seu cachorro para experimentar a caixa. Faça-o entrar no kennel e veja se ele consegue dar uma volta inteira dentro da caixa, pois este é o indicador de conforto para a viagem.

Chegada em outro país é final feliz e o começo de uma nova história

O final da minha viagem com o meu cão, para o Canadá foi muito feliz. Obviamente fiquei preocupada ao pensar no meu filho peludo, sozinho, no porão do avião, mas a tripulação da Air Canada foi compreensiva e me deu notícias de que ele estava bem, pois o compartimento é monitorado com câmeras. Meu cachorro desembarcou tranquilo e faminto, mas alegre e foi recebido com carinho pela imigração canadense. A funcionária da imigração olhou com muito cuidado todos os atestados, principalmente se a vacina antirrábica estava em dia e deu as melhores boas vindas para o novo morador de quatro patas, que, por sinal, está curtindo o clima frio e adora passear pelos lindos parques de Toronto. Estudar no exterior e levar o seu cão, ou o seu pet, é possível e… maravilhoso!

 

blog by

Claudia Tonaco

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *