Escócia

Lendas para todos os gostos e paisagens mais que encantadoras.

Se o seu negócio são fantasmas, a Escócia tem. Para quem gosta mais de monstros marinhos, tem também. Se você prefere guerreiros imortais, lá você encontra. E para fãs de jovens bruxos, é um prato cheio!

A terra do uísque e da gaita de fole também é pródiga em lendas e o que não falta no país é um bom enredo ou um bom cenário para filmes.

Não é à toa que uma das atrações da capital, Edimburgo, é um conjunto de câmaras escondidas dentro dos 19 arcos da Ponte Sul da cidade, que já abrigaram desde tabernas ilegais a corpos abandonados.

Era mesmo de se esperar muitos esqueletos no armário de um país com mais de mil anos e uma cidade dividida entre Old Town e New Town, onde a parte ‘nova’ já tem dois séculos e meio.

Outro ponto principal de Edimburgo é a Grassmarket, praça onde aconteciam execuções na guilhotina, que, por sua vez, é exibida em destaque no Museu Nacional.

A estudante de medicina Cibele Reis garante que há muito mais do que histórias sombrias na Escócia. Ela morou na capital durante dois meses, enquanto fazia um curso de inglês que contratou pela Central do Estudante. Cibele se divertia passeando pela Princess Street, onde está o Princess Street Garden, ou pelos bares da Royal Mile.

Divertido também é o clima do West End, em Glasgow, que é a maior cidade do país. Universitários circulam pelo bairro entre lojas descoladas, espaços culturais e os barzinhos da Ashton Lane.

Beleza pura, que pode até tirar o fôlego, mas não costuma assustar, você encontra nas Highlands. As Terras Altas escocesas têm uma natureza exuberante, onde pasta tranquilo o Highland Cattle, boi escocês de chifres largos e pelo bem cheio.

Tá bom, o Lago Ness também fica por ali, e se você encontrasse uma criatura marinha gigante, descendente de dinossauros, é claro que tomaria um susto, mas até que provem o contrário o monstro só faz parte do imaginário popular.

O que é real, embora tenha sido parte da ficção, é o Viaduto de Glenfinnan, por onde passa o famoso Expresso de Hogwarts, da série Harry Potter. Pertinho dele está o Vale de Glencoe, que foi cenário de outros filmes famosos como 007 – Operação Skyfall, Coração Valente e Highlander II.

Para Igor Coelho, estudante de engenharia que morou na Escócia por quatro semanas enquanto estudava inglês, as histórias do bruxo foram um dos motivos que o levaram ao país. Ele diz que a própria universidade de Glasgow parecia a escola que é palco das aventuras vividas por Harry e os amigos.

Numa das 790 ilhas escocesas, em Orkey, fica um dos pontos mais interessantes do mundo para mergulhadores. O Scapa Flow tem dezenas de navios naufragados da I Guerra Mundial.

Pois é, o trágico tem sempre uma face bela na Escócia.

E o país pode ser tão romântico que já foi até o cupido para o príncipe William e a duquesa de Cambridge, Kate, que se conheceram quando estudavam em St. Andrews.

Clima

Temperado

Território

78.772 km²

Idioma

Inglês

Fuso Horário

(UTC +0)

População

5.295 milhões

C.Telefônico

+44

Voltagem

230 V (ver tomada aqui)

Moeda

Libra ‎(£)

Feriados

01/01 - Ano Novo
02/01 - 2 de Janeiro
14/02 - Dia dos Namorados
- Semana Santa (da sexta-feira ao domingo de Páscoa)
- Dia do Trabalho (1ª segunda-feira de Maio)
- Início da Primavera (última segunda-feira de Maio)
- Início do Verão (1ª segunda-feira de Agosto)
30/11 - Dia de St. Andrew
25/12 - Natal
26/12 - Boxing Day

Cultura

A história da Escócia começou a ser conhecida em 843, quando a região era ocupada pelas tribos dos pictos e dos escotos.

Mas foi só no século XVI que nasceu um dos símbolos mais famosos, o kilt, que passou a ser usado para identificar os clãs (famílias). Cada uma tinha o seu, com um tipo específico de tecido quadriculado (tartan).

O rugby é o esporte mais praticado, embora as terras escocesas também sejam conhecidas pelos seus inúmeros campos de golfe. O mais antigo do mundo, de 1.522 está lá, em St. Andrews.

Gastronomia

O haggis é o prato típico da Escócia. Essa mistura de vísceras com farinha de aveia, colocada numa tripa de carneiro (que lhe dá um aspecto de linguiça) pode assustar na leitura, mas é apreciada até por turistas. O prato é servido em restaurantes fora da tripa, acompanhado por purê de batatas.

Se seu paladar é mais convencional, procure por um fish and chips em qualquer pub.

E não há lugar melhor para provar o puro malte escocês do que…a Escócia, ou ainda melhor, Speyside. É lá, entre as cidades de Elgin e Dufftown, que está a trilha do malte, com várias destilarias famosas.

Para quem não toma nada com teor alcóolico, vale provar um refrigerante local, o Irn Bru.

Compras

Cibele Reis indica a Princess Street para compras da parte nova de Edimburgo. Na parte antiga, a Royal Mile tem várias casas que vendem produtos de cashmere.

Em Glasgow as lojas mais chiques ficam na Buchanan Street, em belos prédios vitorianos.

O xadrez é um item obrigatório na malinha de recordações, há diversos objetos com a estampa.

Dicas

Os ciclistas não podem perder uma pedalada pelas areias de Clachan, na ilha de North Uist.

O que não faltam são castelos admiráveis pelo país. A estimativa é de que a Escócia chegou a ter três mil. Igor Reis gostou do que viu em Stirling, cidade medieval que abrigou a residência oficial dos reis da Escócia no século XIV.

Para quem gosta de cinema, o estudante recomenda o prédio do Cineworld, na Renfrew Street, em Glasgow, que tem 18 salas de exibição em seis andares.

O site oficial de turismo na Grã Bretanha, o Visit Britain, tem um levantamento com as locações de Harry Potter na Escócia.